quarta-feira, 28 de julho de 2010

Desordem.



Quando eu acordei tudo estava diferente, a luz que adentrava em meu quarto, pela brecha da janela, estava opaca, meio esbranquiçada, e as flores que tinha deixado em um pote com água haviam sumido. Tomei um susto, mas logo me acostumei com o novo cenário. Você já não estava aqui... Acho que foi embora assim que acordei e meu sonho acabou, não me esperou nem pra da meu beijo de bom dia, não tocou nossa velha canção na antiga vitrola... Simplesmente se foi e deixou tudo assim, nessa desordem. Cartas pelo chão, flores fora do vaso, com minha vida fez um descaso e meu amor deixou pendurado no varal. 

1 comentários:

Marcele C. C. Cabral disse...

muuuuito bom Yaya, como sempre. Você é f.da
Te aamo