sábado, 11 de dezembro de 2010

Espera.


Bem hipoteticamente se existe uma pessoa para cada pessoa desse mundo, e se a pessoa, a minha pessoa, existe, sim, se você existe em algum lugar que não faço idéia de onde seja e ler todas as baboseiras que eu, por ventura, escrevo, saiba... Estou esperando por você. Sempre estive, na verdade, e acho que você não é nenhum daqueles que eu já pensei que fosse. Estou te esperando, mas de uma forma diferente. Não te espero mais com o desespero e urgência de antes, não é como se eu acreditasse que você vem pra salvar a minha vida, pra salvar-me de mim mesma. Não é mais assim... Eu simplesmente te espero. E caso você esteja lendo isso, não se apresente, não me diga que leu ou que já chegou. Apenas chegue, apenas me deixe ler tudo em seus olhos, apenas me faça sentir. Chegue, segure minha mão, me olhe nos olhos e me faça tocar as nuvens, me faça ter a certeza que é mesmo você. Faça com que todos os dias sejam como a primeira vez. 

1 comentários:

Lαís Pαmelα :) disse...

que lugar mais lindo.
adorei.
que todos os dias sejam como da primeira vez.
beijos.